domingo, 1 de julho de 2012

Ônibus modelo do BRT já está em Belém para teste

26/06/2012 - G1

Um ônibus do modelo que será usado no primeiro corredor BRT (Bus Rapid Transit, na sigla em inglês) de Belém, que ligará o centro ao distrito de Icoaraci, chegou à cidade nesta segunda-feira (25). O veículo foi testado durante toda a tarde desta segunda-feira (25) na Avenida Almirante Barroso, do Entroncamento até a Avenida Tavares Bastos. 

O ônibus articulado, que veio de Curitiba, no Paraná, tem capacidade para 170 pessoas. O veículo possui sistema de refrigeração, computadores de bordo e câmeras de segurança. A velocidade chega a 60 km por hora, segundo a Prefeitura de Belém. De acordo com a Prefeitura de Belém, o teste não apresentou nenhum problema. E a chuva que caiu no final da tarde possibilitou a realização do teste de aderência com pista molhada. 

Entenda o projeto 

O Bus Rapid Transit (BRT) foi planejado para beneficiar mais de 600 mil pessoas que são usuárias do corredor de tráfego na capital paraense. O modelo de transporte rápido é construído sobre caneletas e possui um corredor de ônibus exclusivo, garantindo agilidade, com redução do tempo de viagem em até 70%. O novo corredor que vai do Distrito de Icoaraci até o bairro de São Brás, terá paradas climatizadas a cada 700 metros e sistema de bilhete antecipado. As obras do BRT Belém foram iniciadas no mês de março nas avenidas Almirante Barroso e Augusto Montenegro, dois dos principais corredores de transporte da capital. 

O projeto prevê três estações. Uma no bairro de São Brás, outra no Entroncamento e a terceira em Icoaraci, distrito de Belém. O sistema deverá atender toda a Região Metropolitana de Belém (RMB). Ao todo serão 20 quilômetros de pistas monitoradas por um Centro de Controle Automatizado. 

Hoje existem em todo o mundo mais de 160 sistemas BRT operando ou em construção, por terem se tornado a melhor escolha para a mobilidade urbana em 23 países dos cinco continentes. Apesar da origem do BRT ser baseada em ônibus, o transporte tem pouco em comum com os sistemas tradicionais de ônibus. A maioria dos BRT’s implantados com sucesso, como em Curitiba (PR), opera com corredores exclusivos ou preferência para a circulação do transporte coletivo, embarques e desembarques rápidos, através de plataformas elevadas no mesmo nível dos veículos, entre outras vantagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário