sábado, 19 de janeiro de 2013

BRT de Belém será entregue só no ano que vem

10/01/2013 - Diário do Pará

Ao longo da avenida Almirante Barroso, funcionários da prefeitura fazem ajustes e instalações nas plataformas de embarque e a fixação da tela de proteção da ciclovia

No trecho que compreende a avenida Augusto Montenegro, apenas os blocos de concreto, no trecho logo após o Entroncamento, dão indícios de que o projeto que corta as duas vias é um só. As obras do BRT (Bus Rapid Transit), projeto mais ambicioso e polêmico da prefeitura municipal de Belém, prosseguem tentando compensar atrasos.

Com a grande maioria dos funcionários e do maquinado da construtora Andrade Gutierrez, responsável pela obra, isolados no grande canteiro de obras do Entroncamento, a previsão mais otimista da prefeitura indica a conclusão do primeiro trecho do projeto até o final do próximo semestre. A informação inicial era de que, até o fim do último mês, os ônibus articulados e biarticulados já estariam circulando entre Entroncamento e São Brás.

De acordo com a assessoria de imprensa da Unidade de Gerenciamento de Projetos Especiais (UGPE) da Prefeitura Municipal de Belém, responsável pelas obras do BRT, os atrasos se deram por conta de "alguns transtornos". Em nota, a assessoria cita como exemplo o problema com a adutora da Cosanpa no Entroncamento, que obrigou a construtora a reposicionar o pilar de sustentação de um dos três elevados que estão sendo construídos na área. "As obras tiveram que ser remanejadas em função da prioridade da primeira parte da obras, que é a Almirante Barroso e o Entroncamento que era um grande 'gargalo' no trânsito da cidade. A previsão é que fiquem prontas no final de 2013", informa.

Agentes da Companhia de Transportes de Belém (CTBel) permanecem em trechos próximos ao Entroncamento orientando motoristas e pedestres, especialmente no início da avenida Augusto Montenegro, onde ocorreram mudanças recentes devido a interdição parcial da rotatória, impedindo o acesso de veículos que vêm no sentido São Brás/Pedro Álvares Cabral. Segundo a UGPE, 60% das oito paradas especiais do BRT já foram alocadas na avenida Almirante Barroso. "Devem ser instaladas até o final do ano, seguindo o cronograma das obras. No local, há vigilantes contratados pela empresa que realiza a obra", esclarece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário