quinta-feira, 26 de março de 2015

‘Não sabemos se entregaremos no prazo’, diz prefeito Artur Neto sobre Plano de Mobilidade

26/03/2015 - A Crítica - Manaus

O prefeito Artur Neto (PSDB) declarou, ontem, não estar com pressa para concluir o plano de mobilidade urbana de Manaus. O prazo para a conclusão do plano encerra em 21 dias – no dia 15 de abril. Caso isso não ocorra, o município fica impedido de receber recursos do Governo Federal, por meio da Lei da Política Nacional de Mobilidade Urbana.

"Se todas as cidades não entregarem o plano no dia tal, é porque Manaus não precisa entregar nesse dia. Se todas as cidades forem entregar no dia tal, óbvio que Manaus tem que entregar nesse dia. Mas tudo indica que o prazo será alargado por várias razões. Aqui, para nós, faltam audiências publicas para o plano, que é uma coisa teórica para se pôr em pratica", disse, ao ressaltar que o prazo "não é tão fatal assim". Segundo o prefeito da capital amazonense, o plano de mobilidade urbana precisa estar bem detalhado para não haver problemas futuros.

De acordo com ele, não há uma previsão específica de quando o projeto será encaminhado à Câmara Municipal de Manaus (CMM) para realização de discussões com a sociedade, análise e aprovação ou mudanças sugeridas pelos vereadores. "Nós não sabemos se [entregaremos] dentro desse prazo — a maioria das cidades não está cumprindo — estamos fazendo tudo para isso. Queremos fazer um bom plano", declarou.

O prefeito lembrou a parceria feita com o Estado e informou uma mudança significativa no trajeto do Bus Rapid Transit (BRT), inicialmente previsto para iniciar na Zona Leste. "Mas o traçado era errado, porque começava pelo corredor leste, propondo o avanço e desapropriações impossíveis, no segundo metro quadrado comercial mais caro de Manaus, que é o da [avenida] Grande Circular. Inviabilizaria a obra", afirmou.

Antes de revelar o novo traçado do sistema, Artur deu uma "cutucada" no ministro de Estado de Minas e Energia e ex-governador, Eduardo Braga (PMDB). "O então governador Braga falava em monotrilho, uma ideia totalmente tola. O BRT é uma boa ideia", afirmou. "Estamos completando o traçado, dentro do acordo que fiz com o governador [José] Melo. A gente quer começar pelo corredor norte. Já está corrigido o leste, prevendo menos desapropriações", completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário