quarta-feira, 29 de junho de 2016

Antigo shopping popular é reformado e será terminal de integração de ônibus da capital

29/06/2016 - Rondoniagora


Quem observa de longe, nota a grande movimentação no antigo shopping popular de Porto Velho, localizado na Avenida Rogério Weber. Homens e máquinas dividem espaço para transformar o espaço que era utilizado por camelôs no novo e prometido terminal de integração de transporte coletivo da capital. A promessa é antiga e agora, às vésperas do início da campanha eleitoral, será cumprida. Segundo a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (Semtran), o planejamento começou há cerca de seis meses, mas a obra, de fato, há três. E o término, pelo menos parcial, ocorre nesta quarta-feira (29), porque no dia seguinte, começa a fase de testes e implantação do serviço. A inauguração é nesta quinta.

Toda a obra está sendo executada num mutirão que envolve várias secretarias. Obras, Serviços Básicos, Semtran, Emdur. Operários que limpam, plantam, lavam, pintam, raspam e asfaltam. Tudo em ritmo muito acelerado. O secretário da Semtran, Antônio Jorge dos Santos, acompanha o serviço de perto e garante que a obra trará mais conforto, segurança e qualidade para as pessoas que utilizam o transporte coletivo da capital. “Estamos organizando o sistema de transporte fisicamente. Todas as linhas de ônibus vão passar por aqui e ela poderá fazer a integração sem pagar mais pela passagem. Isso é uma grande conquista”, acredita o secretário.

A área, informa a prefeitura, é de 3.600m², somente a parte coberta. O local contará com acessibilidade para embarque e desembarque, com travessia de pedestre elevada, piso podotátil (faixas em alto relevo), sinalização, cerca de 40 bancos coletivos, divisão de áreas. Uma roleta será fixada para que o passageiro tenha acesso ao terminal e escolha o destino para onde deseja se deslocar. “A obra está a todo o vapor. Várias secretarias se uniram e na quinta-feira será entregue. Será o dia em que começaremos a fase de testes e de ajustes. No início, ainda não estará totalmente concluída, porque teremos que nos adaptar em alguns sentidos, mas logo estará muito melhor. Aqui será um ponto de referência. Além do serviço de integração do transporte público, também poderemos utilizar para campanhas educativas, exposições e atrações culturais”, acredita o secretário da Semtran.

A estrutura do shopping popular, adaptada agora para o terminal de integração de transporte coletivo, foi atingida pela enchente do Rio Madeira em 2014, e muitos camelôs perderam suas mercadorias. Os comerciantes foram transferidos para a Praça Marechal Rondon provisoriamente onde ficaram por cerca de um ano e oito meses. O barracão ficou abandonado. No final do ano passado, os camelôs retornaram para o lado de onde tinham os pontos e agora acreditam que o terminal de integração irá melhorar o movimento de clientes para eles.

“Todos esperamos que com esse terminal apareçam novos clientes. Já apanhamos demais e agora precisamos melhorar o movimento que não está bom. Somos 38 boxes”, comenta Antônio Ferreira. O mesmo pensamento tem Lúcia Célia. “Precisamos do movimento aqui. Sei que vai ser difícil o povo se acostumar a usar o terminal, mas com certeza vai trazer mais movimentos para vários setores”, acredita.

Para os passageiros, a novidade ainda é desconhecida, mas ansiosamente aguardada. “Eu nem sabia que ia ter isso aqui. Mas com certeza deve melhorar o espaço. Eu tenho carro, mas como é difícil achar estacionamento, sai mais barato andar de ônibus, então, quero utilizar bastante”, afirma o professor aposentado Valdecir Franco. “Vai melhorar bastante para os passageiros, mas espero que tenha segurança, já que é um local onde tem muitos usuários de drogas”, ressalta a recepcionista Michele Balbino.

O prazo para a conclusão da obra está próximo do fim. E ainda faltam parte da iluminação, sinalização, pintura, arborização e asfalto das pistas por onde os veículos devem transitar. Sobre o asfalto, o engenheiro Gabriel Paré, da Semusb, garante que toda a área será asfaltada ainda nesta terça-feira. “Vai dar tempo. Já estamos quase concluindo”, diz.

Integração

O terminal de integração será administrado pelo Consórcio do Sistema Integrado Municipal (SIM) de transporte coletivo em parceria com a prefeitura de Porto Velho, segundo o secretário da Semtran. No entanto, a forma como será feita a integração dentro do local ainda não está totalmente definida. Antônio Jorge diz que ainda definirá com a empresa se haverá um período limite para que o passageiro faça a integração dentro do terminal.

De acordo com o Consórcio SIM, atualmente “a integração funciona em qualquer parte da cidade para quem tem o cartão, desde que a pessoa esteja indo para rotas distintas e não voltando para o seu ponto de origem quando do embarque no ônibus. Essa integração em qualquer ponto da cidade continuará valendo mesmo com o terminal”. As novidades sobre o funcionamento do local, serão divulgadas após a inauguração e quanto o terminal estiver em pleno funcionamento

Nenhum comentário:

Postar um comentário