segunda-feira, 6 de outubro de 2014

398 anos de Belém do Pará

05/10/2014 - Jornal MG Turismo

Belém, capital paraense, completou 398 anos de fundação. Integrada à Região Metropolitana, que congrega os municípios de Ananindeua, Marituba, Benevides, Santa Bárbara e os distritos de Icoaraci, Mosqueiro e Outeiro, é considerada o "portão de entrada da região amazônica".

Além de seu conte histórico, o município sede dos poderes executivo, legislativo e judiciário do Pará, definido como "obra prima de Amazônia" vive momentos de franco crescimento no segmento turístico. Palco do resgate de aparelhos turísticos de grande importância para o setor, a cidade que originariamente teve, entre outras, a denominação de "Belém de Santa Maria do Grão Pará" é, sem dúvida alguma, um dos bons destinos nos roteiros de turistas de todo o mundo.

Sua culinária diversificada e exótica é apreciada por quantos buscam encontrar na antiga "cidade das mangueiras", momentos de lazer e entretenimento mais próximos da natureza. Mangal das Garças, Estação das Docas, Complexo Feliz Lusitânia, Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, além dos internacionalmente conhecidos Ver-o-Peso e arquipélago do Marajó, são pontos de atração turística que fazem da "cidade morena onde reinam o açaí e o pato no tucupi" alvo de cada vez mais crescente número de turistas nacionais e internacionais.

Integração no transporte facilita trânsito – Com ônibus semi-expressos – 19 linhas de transportes coletivos circulam sem parar na Avenida Almirante Barroso, principal eixo de entrada na capital paraense, – a abertura da primeira etapa do corredor do BRT facilita a trafegabilidade de veículos em um dos principais trechos de circulação do trânsito na cidade.

O prefeito belenense, Zenaldo Coutinho, e outras autoridades municipais fizeram a viagem inaugural desse serviço que beneficiará cerca de 120 mil pessoas por dia. Esse modal de transporte coletivo garantirá que passageiros das linhas que servem a bairros da rodovia Augusto Montenegro e da BR-316 percorram a Avenida Almirante Barroso de forma expressa, sem paradas para embarque e desembarque, economizando significativo tempo de viagem nos horários de "pico", no sentido bairro-centro ou vice-versa.

A inauguração do trecho concluído foi adiada a pedido da presidenta Dilma Rousseff, que estará na cidade neste mês para descerrar a placa inaugural. "O BRT tem financiamento federal e a presidente Dilma quer estar aqui. Por isso, a cerimônia de inauguração será em data a ser confirmada", esclareceu o prefeito Zenaldo Coutinho.

Primeiro BRT rodo fluvial do país na capital paraense - Ainda na esteira das comemorações alusivas aos 398 anos de Belém, o prefeito Zenaldo Coutinho anunciou, em audiência pública no distrito de Icoaraci, que a capital paraense terá possivelmente o primeiro BRT com integração rodo fluvial do Brasil.

Dez portos farão o transporte público da Região Metropolitana de Belém em sintonia com ciclovias e faixas de ônibus em sistema de bilhete único. As obras de infraestrutura para execução desse projeto estão estimadas em R$ 52 milhões, podendo ser financiados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 50). O público estimado para usar o novo modelo de transporte é de pelo menos 600 mil passageiros por semana.